Logon
Pacientes e Visitantes

Centro Cirúrgico

Referência na realização de cirurgias no Rio de Janeiro

​​O Hospital São Lucas Copacabana é referência na realização de cirurgias no Rio de Janeiro, com cerca de 750 procedimentos realizados por mês – dos quais 40% são de cirurgias de grande porte. Por isso, o hospital conta com um Centro Cirúrgico altamente capacitado e moderno com doze salas cirúrgicas, incluindo salas exclusivas para cirurgias eletivas e procedimentos considerados de alta complexidade.  

Além disso, o setor também dispõe de treze leitos de recuperação pós-anestésica de alta tecnologia, incluindo a proteção da filtragem por fluxo laminar vertical – que impede ainda mais a entrada de micro-organismos durante os procedimentos. O serviço de Patologia Clínica (ALEPH) está disponível diariamente dentro do Centro Cirúrgico.

Cirurgia Segura


Prezando pela total segurança de seus pacientes e equipes médicas, o Hospital São Lucas Copacabana adequou seu Centro Cirúrgico às normas do Protocolo de Cirurgia Segura. São definidos os seguintes itens: 

- Termo de Consentimento Informativo: termo fornecido pelo hospital ou médico em que constam informações e esclarecimentos, além de garantir a autorização para a cirurgia. O Termo de Consentimento Informado permite que o paciente tome decisões sobre os atos assistenciais propostos pelo médico e consentir com a realização do procedimento.

- Marcação do sítio cirúrgico (lateralidade): identificação prévia do local e da lateralidade (direita, esquerda ou ambas; estruturas ou níveis múltiplos) da cirurgia. A demarcação é feita pelo cirurgião, médico executor do procedimento ou profissional por ele indicado e é realizada em todos os pacientes que serão submetidos a procedimentos unilaterais.

- Time out: procedimento realizado antes da sedação do paciente em que a enfermagem confere, em voz alta e na presença do médico e do anestesista, os itens de verificação: paciente, procedimento, local, equipamentos, materiais (incluindo implantes e próteses), medicamentos e documentação.

- Antibióticos profiláticos: medicamentos desse tipo serão administrados até 60 minutos antes da incisão cirúrgica, evitando a utilização prolongada desse medicamento e diminuindo a taxa de infecção no sítio cirúrgico.

- Protocolo gerenciado: assegura a habilitação do hospital para realizar procedimentos em pacientes obesos e estabelece condutas assistenciais adequadas ao atendimento, além de garantir uma infraestrutura especializada para recebe-los.