Logon
Blog

Cansaço contínuo pode indicar problemas de saúde

Cansaço contínuo pode indicar problemas de saúde

​​​​O cansaço é uma resposta natural do organismo ao estresse do dia a dia. Mas quando ele se torna constante, é preciso avaliar a saúde de uma maneira mais ampla. O excesso de tarefas e os desafios do mundo moderno podem deixar qualquer um cansado, mas essa fadiga tende a ser pontual e melhora depois do descanso. Quando isso não acontece e o cansaço se torna intenso até mesmo para executar tarefas simples, é importante buscar ajuda médica e tratamento adequado.​

“O cansaço constante pode ser sintoma de várias doenças. As mais comuns são distúrbios do sono; estresse; depressão; hipotireoidismo; anemia; falta de vitaminas; doenças cardiovasculares e pulmonares; infecções e tumores", explica o dr. Gutemberg Santos, neurologista do Centro Médico do Hospital São Lucas Copacabana​.

Doenças que têm o cansaço como sintoma

A fadiga – que traz desânimo corporal – pode ser um dos primeiros sinais de que algo não vai bem com o coração. Quando ele está dilatado ou fraco e não consegue bombear o sangue com eficiência, pode causar a sensação de cansaço. Isso acontece em casos de doenças como angina, arritmia e insuficiência cardíaca.

Esse também pode ser um dos sintomas de doenças pulmonares crônicas, como asma, hipertensão arterial pulmonar (HAP) e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), em que há problemas na troca de oxigênio no corpo. Com pouco oxigênio, o paciente se sente cansado mesmo depois de pouco esforço.

O diabetes também pode gerar a sensação de cansaço. Isso porque a doença, quando não controlada, causa desequilíbrio no metabolismo e afeta a nutrição adequada e o controle de líquidos e eletrólitos do corpo.

Se você já acorda cansado, pode ser que o problema esteja na hora de dormir. Distúrbios do sono, como insônia, apneia e síndrome das pernas inquietas, prejudicam a qualidade do descanso, fazendo com que o sono não seja reparador.

Doenças mais raras – como a esclerose múltipla – também podem ter a fadiga como um de seus sinais. Alguns pacientes descrevem a sensação de terem corrido uma maratona após executar tarefas simples do dia a dia.

Má alimentação

Uma dieta que seja rica em gorduras e açúcar e pobre em vitaminas e minerais não nutre o corpo da maneira adequada e deixa de fornecer energia para as atividades comuns da rotina. A deficiência de vitaminas e a anemia ferropriva (deficiência de ferro) são algumas causas mais comuns de fadiga. Além disso, certas dietas muito restritivas podem causar déficit de albumina, que prejudica a força do organismo e causa a sensação de cansaço.

Fadiga crônica

Sentir-se cansado constantemente pode ser sinal da síndrome da fadiga crônica. Segundo o dr. Gutemberg Santos, trata-se de um conjunto de sintomas que se manifesta, na maioria das vezes, por meio de cansaço persistente e falta de força, mesmo para as atividades comuns. A síndrome é ainda pouco conhecida e geralmente aparece depois de doenças infecciosas, como gripe, resfriado ou sinusite. Porém, mesmo depois da cura desses quadros, o cansaço e a indisposição persistem. Tais características têm sido observadas com certa frequência mais recentemente em paciente afetados pela Covid-19.

Cansaço mental

Atualmente, muitas pessoas trabalham com computador e em atividades que exigem pensamento rápido, o que pode deixar o cérebro “cansado". Exigir que ele trabalhe com energia total por muito tempo pode causar esgotamento mental, levando ao cansaço.

“Simplificando, a química necessária para manter o corpo e a mente ativados tendem a diminuir em algum momento", afirma o médico. Ela é composta por hormônios e neurotransmissores como cortisol e noradrenalina, que sofrem queda durante períodos de estafa, causando falta de atenção, desânimo, dificuldade de memória, perda de concentração e cansaço.

Buscando ajuda

Se o problema persistir ou piorar, é fundamental procurar auxílio médico para que o especialista avalie a saúde de forma geral. Apenas ele poderá indicar o tratamento adequado a ser seguido. 

Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .