Logon
Blog

Cigarro é responsável por mais de 60% dos casos de câncer de bexiga

Substâncias danosas são filtradas pelos rins e danificam o trato urinário

​Geralmente o tabagismo é associado ao câncer de pulmão e de garganta, mas os especialistas afirmam que as substâncias danosas do cigarro estão associadas a diversos outros tipos de câncer, como o de bexiga. Inclusive, o ato de fumar pode aumentar em até três vezes as chances de desenvolver esse tipo de câncer, sendo responsável por mais de 60% dos casos entre os homens e cerca de 25% nas mulheres.

A conclusão partiu de um estudo do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, que também observou que cerca de 30% dos pacientes acompanhados tinham tumores em estágio avançado. Segundo o dr. Pedro Túlio, nefrologista do Hospital São Lucas Copacabana, o cigarro é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de bexiga porque, uma vez inalada, a fumaça passa pelos pulmões e pela corrente sanguínea até chegar aos rins, onde é filtrada.

“Depois dessa filtragem, todas as substâncias químicas potencialmente cancerígenas do cigarro vão para a urina. A longo prazo, elas danificam as células da bexiga e podem influenciar o desenvolvimento do câncer”, explica o médico.

Mesmo que o número de casos seja consideravelmente menor do que de outros tipos de câncer, como o de próstata e o de mama, o câncer de bexiga tem alta taxa de mortalidade porque seus tumores costumam ser detectados em estágio avançado. Ter atenção aos principais sintomas da doença é a chave para sua detecção precoce, o que aumenta as chances de cura: “Dor e dificuldade ao urinar e sangue e espuma na urina são indicações de que o trato urinário está com problemas, então o paciente deve procurar um especialista, que fará o diagnóstico”, aconselha o dr. Túlio.

Quando se fala em prevenção, a primeira medida é parar de fumar e adotar um estilo de vida saudável. Alimentação equilibrada, rotina de exercícios físicos e moderação no consumo de bebidas alcoólicas são grandes aliados para prevenir não só o câncer de bexiga, como também diversos tipos de doença.




Veja mais