Logon
Blog

Cinco dicas para começar a praticar esportes

Cuidados são importantes para não afetar a saúde

Amplamente conhecidos como uma das melhores maneiras de se manter a saúde, os esportes também ajudam a melhorar o físico e, não por acaso, atraem curiosos, principalmente quando o verão se aproxima. Porém, segundo o dr. Alexandre Rouge, coordenador da Cardiologia do Hospital São Lucas Copacabana, quem não se exercita com frequência, o chamado “atleta de final de semana” ou “atleta amador”, não deve exagerar na prática de uma hora para a outra. Outra preocupação são os cuidados básicos que devem ser levados em conta durante a realização dos exercícios físicos. Conheça, a seguir, cinco dicas para começar a praticar esportes de maneira segura.

  1. Não exagere na intensidade ou na duração da atividade física

É comum que, no início, haja um exagero na quantidade de exercícios – afinal, qualquer nova atividade gera empolgação. Porém, como se trata de uma ação que envolve todo o corpo e, frequentemente, o coloca em seu limite, é importante não o sobrecarregar para evitar lesões, problemas musculares e articulares e até mesmo no coração.

“Antes de começar qualquer prática esportiva, o paciente deve fazer um check-up para saber como está a saúde. Manter uma rotina frequente de exercícios físicos é benéfica para muitas doenças, sobretudo as que afetam o coração, mas eles devem ser feitos de forma moderada e sob supervisão para que o paciente não corra riscos”, explica o médico. Quem sofre com doenças cardiovasculares deve procurar um cardiologista para saber quais atividades físicas são mais adequadas, assim como sua intensidade e duração.

  1. Mantenha-se hidratado

Beber água é um hábito que deve estar presente o tempo todo, principalmente durante os exercícios. Quando o corpo se esforça mais do que o habitual, ele libera água e sais minerais no suor, que precisam ser repostos através da ingestão de água ou sucos naturais, evitando-se os sucos industrializados, os refrigerantes e as bebidas alcoólicas. Quando não há a reposição da água e dos sais minerais perdidos, o corpo pode sofrer uma desidratação – que pode trazer complicações ainda maiores, como tontura, náuseas, dor de cabeça intensa ou ainda quadros mais sérios.

  1. Proteja-se do sol e do calor

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, o filtro solar deve ser usado todos os dias, até mesmo nos nublados ou quando a pele não ficará tanto tempo exposta ao sol. O protetor solar deve ser reaplicado de tempos em tempos, principalmente quando a atividade física envolve água, para proteger a pele e evitar queimaduras. Devem-se usar protetores com fator de proteção solar elevado e adequado ao tipo de pele em todas as áreas expostas ao sol durante a atividade física.

  1. Adote uma alimentação saudável

Segundo o dr. Rouge, nutrir o corpo corretamente é muito importante para que ele se beneficie dos exercícios. Quem não se alimenta de maneira certa ou deixa para comer depois do exercício pode passar mal, ter fortes dores de cabeça e até mesmo desmaiar com queda de pressão ou de glicose. Só alimentos leves devem ser consumidos antes dos exercícios. 

“O ideal é que seja feita uma refeição adequada uma hora antes do exercício, priorizando comidas leves e saudáveis, para manter o corpo nutrido antes, durante e depois da prática”, afirma o cardiologista. De acordo com a atividade física realizada e os objetivos desejados, a ajuda de um nutricionista é fundamental.

  1. Use roupas adequadas

Para se exercitar da melhor forma, usar as roupas certas é essencial para manter o bem-estar. São recomendadas peças confortáveis de tecido leve, que não apertem o corpo e interfiram na circulação sanguínea. Vale escolher roupas que permitam a ventilação e eliminação do calor, assim como a evaporação rápida do suor. Segundo o dr. Rouge, optar por um bom tênis também é importante, para que ele absorva o impacto, protegendo o corpo de lesões nas articulações, principalmente em corridas e caminhadas longas.​


Veja mais