Logon
Blog

Dez hábitos que aumentam a longevidade

Alimentação saudável e atividades de lazer contribuem para uma vida longa e funcional

Não existe fórmula mágica para a longevidade, é certo. No entanto, alguns hábitos cultivados durante a vida são capazes de retardar o envelhecimento e proporcionar mais saúde e vigor.

Convidamos a Dra. Simone Lino, médica fisiatra do Hospital São Lucas Copacabana, para dar algumas dicas de práticas que possibilitam a longevidade funcion al com independência.

Cuidar da alimentação

A alimentação é um dos fatores que mais contribuem para um organismo sadio. O excesso ou déficit de substâncias é prejudicial e pode acarretar diversas doenças, como diabetes, por exemplo.

Uma dieta nutritiva fornece a quantidade necessária de nutrientes, proteínas, açúcares, calorias e gorduras para o gasto diário. É importante lembrar que cada organismo funciona de um jeito, por isso, métodos “milagrosos", como o chip da beleza, oferecem mais riscos do que benefícios à saúde. E vale ressaltar que a melhor forma de adotar um cardápio saudável é sob a orientação de um profissional de saúde (nutricionista ou nutrólogo).

Gerenciar o estresse

O corpo entende o estresse como um estado de ameaça e adota alguns mecanismos de defesa, como músculos tensionados, respiração ofegante, aumento da frequência cardíaca e da transpiração, hiperglicemia e pausa momentânea na digestão. Isso significa que, para lidar com situações estressantes, o organismo opera com sobrecarga. Uma forma de reduzir os níveis de estresse é buscar acompanhamento psicológico.

Ter um hobby

​Atividades de lazer são importantes para manter a mente ativa e direcionar a atenção para hábitos que despertem satisfação pessoal, como leitura, prática de esportes, artes, jogos e filmes, por exemplo.

 

 Praticar atividades físicas

A prática regular de exercícios é indicada para todas as idades. Alguns dos benefícios são melhora da circulação sanguínea e fortalecimento do sistema imunológico e dos ossos, assim como redução do risco de cardiopatias.

 

 Evitar o tabagismo

O cigarro causa dependência química pela presença da nicotina e está relacionado com mais de 55 doenças, incluindo o câncer de boca e de pulmão.


Manter o sono regular

O sono tem função restauradora. É durante a noite que o corpo realiza a síntese de proteínas, o crescimento muscular, a reposição de energia e a regulação do metabolismo. Especialistas orientam uma média de 8 horas de sono por dia para os adultos; os adolescentes, entre 8 e 10 horas; as crianças, de 9 a 13 horas e os bebês precisam dormir entre 12 e 16 horas por dia.

 

Manter-se hidratado

A ingestão de água, sucos naturais e água de coco auxilia no bom funcionamento do organismo, na aparência e textura da pele, na circulação sanguínea e até na memória. Consuma cerca de três litros de água por dia, inclusive no inverno.

 

 Seja ativo socialmente

Por conta do isolamento social necessário para o controle da pandemia de Covid-19, não é possível reunir-se fisicamente com os amigos. Uma alternativa são as chamadas de vídeo, que nos colocam mais próximos das pessoas que, por enquanto, não podemos encontrar pessoalmente.

 

Vacine-se

O Brasil é referência mundial em programa de imunização. Por meio das vacinas, o país erradicou patologias como coqueluche, rubéola e poliomielite, que, até os anos 1980, era considerada epidemia entre os brasileiros. Fale com um médico de confiança sobre as vacinas indicadas para a sua idade.

 

 Manter as consultas médicas em dia

Todo mundo está sujeito a ser acometido por enfermidades. No entanto, visitas regulares ao médico e um check-up atualizado ajudam no diagnóstico precoce de doenças, reduzindo, assim, um possível agravamento do quadro. 



Veja mais