Logon
Blog

Dispositivo de gerenciamento de temperatura favorece recuperação de pacientes

Dispor de um ambiente confortável e funcional beneficia não só o bem-estar do paciente, como também permite que sua recuperação seja mais ágil e agradável.

​O Sistema de Gerenciamento de Temperatura Artic Sun Ⓡ foi projetado para monitorar casos de hipotermia ou hipertermia refratários às medidas convencionais e controlar a temperatura de um paciente dentro de uma escala de 32ºC a 38.5ºC.

Segundo o dr. Christian Roderjan, coordenador médico de UTI do Hospital São Lucas Copacabana, ele funciona através de “pads”, espécie de placas condutoras que contêm água (de temperaturas que podem variar de acordo com o caso a ser tratado) e são instaladas sobre determinadas áreas do corpo do paciente. Eles estão conectados com um dispositivo eletrônico interativo e sensível ao toque que, ao receber as informações de temperatura enviadas pelo corpo do paciente, fornece transferência da energia térmica para atingir a temperatura alvo necessária e cuidar do quadro de hipotermia ou hipertermia.

“Tanto o caso de hipertermia quanto de hipotermia, quando não controlados, podem prejudicar a estabilização ou a recuperação do quadro do paciente. Esse sistema nos permite monitorar em tempo real a temperatura corporal central dele e verificar se estão dentro dos parâmetros de normalidade escolhidos pelo médico”, explica o médico.

Esse sistema de regulação térmica, usado com frequência em centros de alta complexidade no Brasil e no exterior, pode ser usado em pacientes adultos e pediátricos de todas as idades. O Sistema de Gerenciamento de Temperatura Artic Sun Ⓡ também é útil em casos de hipotermia terapêutica, quando a temperatura corporal do paciente precisa estar mais baixa para potencializar os efeitos de outro tratamento conduzido de forma paralela pelo especialista.

“Sendo assim, o aparelho é uma forma de gestão de temperatura que, acima de tudo, oferece dados precisos e atualizados do estado do paciente de maneira segura, sempre muito úteis na orientação dos especialistas”

Essa possibilidade de atualização do estado do paciente de forma contínua é benéfica para o médico principalmente em casos mais graves ou complexos, já que permite visualizar o progresso do paciente e dá mais confiança e embasamento para as tomadas de decisão relacionadas ao tratamento.

Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .