Logon
Blog

Estilo de vida saudável ajuda a regular a pressão arterial

Conheça cinco dicas importantes para controlar hipertensão

Mais conhecida como “pressão alta", a hipertensão é um quadro cardiovascular sério e se estabelece quando os índices de pressão arterial estão acima de 14 por 9. Estima-se que, de cada cinco pessoas, uma apresente esses índices elevados. Hoje, a hipertensão é considerada um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de patologias de alta complexidade, como acidente vascular cerebral (AVC) e infarto agudo do miocárdio.

Um bom acompanhamento médico é indispensável para o controle da pressão arterial, o que inclui consultar-se periodicamente com um cardiologista e fazer os exames de rotina, que ajudam a monitorar os níveis de pressão e mantê-los normalizados. Além do cuidado nos consultórios, existem formas de controlar a pressão arterial que podem ser adotadas em casa.

Para o dr. Alexandre Rouge, coordenador da Cardiologia do Hospital São Lucas Copacabana, adotar um estilo de vida mais saudável pode ser o primeiro passo. Para isso, o médico indicou as cinco atitudes mais importantes para evitar a pressão alta.​

  • Alimentar-se bem ou fazer reeducação alimentar: a prevenção da hipertensão começa por uma dieta balanceada. Evite consumir alimentos gordurosos, processados e excesso de sal e diminua a ingestão de açúcar. Uma dieta saudável e balanceada, com verduras, legumes, frutas e carnes magras, ajuda na manutenção de um peso adequado e na redução de gorduras e da pressão arterial.
  • Fazer exercícios físicos regularmente: uma simples caminhada, de pelo menos 20 minutos, de três a cinco vezes por semana, já ajuda bastante a controlar a pressão alta. Associar a boa alimentação às atividades físicas ajuda a controlar o peso e a manter o coração saudável.
  • Evitar bebidas alcoólicas: o uso excessivo e regular de bebidas com álcool pode causar complicações quando associado aos efeitos dos medicamentos para controlar a pressão alta e interferir no adequado funcionamento do organismo.
  • Parar de fumar: o tabagismo é o pior agravante não só para a hipertensão arterial sistêmica, mas para as principais doenças cardiovasculares responsáveis por um alto risco de morte e/ou eventos. Por isso, a orientação é largar o cigarro.
  • Evitar o estresse: fortes emoções e situações de estresse favorecem o aumento da pressão arterial. Evite a sobrecarga emocional sempre que possível e mantenha o coração tranquilo.

“A hipertensão arterial sistêmica pode acometer indivíduos com disfunção genética ou que possuam fatores de risco para doenças cardiovasculares, como a obesidade, entretanto, também pode ser gerada por hábitos nada saudáveis, como o sedentarismo.  Por isso, é necessário mudar o estilo de vida e controlar regularmente a pressão arterial, aferindo seus níveis tensionais, já que a grande maioria dos pacientes nem ao menos sabe que é hipertenso”, aconselha o cardiologista.

Veja mais