Logon
Blog

Paciente realiza o sonho da maternidade depois de cirurgia bariátrica

Futura mãe perdeu 50 quilos depois do procedimento com tecnologia robótica

Muitas famílias sonham com a maternidade e todas as alegrias que vêm com um filho. Porém, em alguns casos, essa meta é mais desafiadora, como aconteceu com Maria Angélica Balbino Bugin da Silva, de 37 anos. Considerada obesa mórbida, a fotógrafa e assistente social fez duas cirurgias bariátricas e emagreceu 50 quilos para conseguir engravidar de Raphael.

Antes, Maria Angélica pesava 169 quilos. Com o excesso de peso, ocorreram alterações hormonais e endócrinas em seu organismo que afetaram sua fertilidade. Além disso, a gestação em mulheres obesas é classificada como de alto risco, o que dificulta ainda mais o processo. Porém, nada disso impediu a fotógrafa de realizar seu sonho.

A primeira cirurgia bariátrica foi em 2004, quando Maria Angélica já apresentava um quadro de obesidade grau III, diabetes tipo 2, colesterol alterado e doenças articulares graves. Um ano depois, ela teve complicações ligadas ao procedimento e desenvolveu sintomas como refluxo, azia e dor abdominal, o que a fez ganhar peso e precisar retomar o uso de alguns medicamentos ligados à hipertensão. Diante desse cenário, ela considerou uma segunda cirurgia.

“A segunda cirurgia bariátrica foi feita com a tecnologia robótica e, em apenas três meses, os sintomas já tinham passado. Nesse pouco tempo, emagreci 21 quilos. Depois do procedimento, meu noivo e eu voltamos a pensar em engravidar, mas não tínhamos nenhum plano efetivo”, afirma Maria Angélica. Em novembro do ano passado, o casal foi pego de surpresa com o resultado positivo.

​Segundo o dr. Fernando de Barros, coordenador do Serviço de Cirurgia Robótica do Hospital São Lucas Copacabana e responsável pela cirurgia de Maria Angélica, casos em que o paciente já passou por uma cirurgia são mais complexos, já que requerem muita cautela e precisão. Porém, graças à tecnologia robótica, a paciente foi operada com muita segurança.​


Veja mais