Logon
Blog

Poluição urbana pode causar problemas sérios de saúde

Pulmões, coração e outras partes do corpo podem ser atingidas

Os níveis de poluição pelo mundo, principalmente nas grandes cidades, são mais perigosos para a saúde do que se imagina. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cidadãos de quase 90% das cidades respiram um ar com a qualidade inferior ao mínimo recomendado para preservar a saúde e não causar danos ao organismo a longo prazo.

Segundo o dr. Christian Roderjan, coordenador médico das UTIs Clínicas do Hospital São Lucas Copacabana, essa realidade pode ser a porta de entrada para doenças sérias, como as que atingem o coração e os pulmões. Toda a fumaça produzida pelos escapamentos de veículos, a produção de fábricas e outros meios urbanos contêm fragmentos de metais pesados e carbono, que contaminam o ar e entram em contato com as pessoas expostas.

“Quanto maior é essa exposição, piores são os danos à saúde. O coração e os pulmões são os órgãos mais afetados pela poluição, que pode causar no paciente quadros de hipertensão, infarto, AVC, asma, alergias respiratórias e doenças pulmonares. Além disso, também podem ocorrer danos no tecido cerebral e o desenvolvimento ou a piora do diabetes”, explica o médico.

Todas as pessoas que ficam muito tempo expostas ao ar nas cidades podem sofrer essas consequências, porém, as crianças e os idosos são os mais sensíveis aos malefícios da poluição urbana. Como afastar-se das cidades impacta diretamente na vida da grande maioria das pessoas, a dica do dr. Christian é apostar no acompanhamento médico constante e em hábitos de vida mais saudáveis que fortaleçam o corpo.

“As pessoas podem começar a se proteger diminuindo o tempo de exposição às áreas com maior poluição. Manter uma alimentação rica em vitaminas, minerais e nutrientes, com alta ingestão de água e poucos pratos com muito sal, açúcar e carboidratos, é uma ótima forma de começar a se cuidar”, afirma o dr. Christian.

Outras dicas valiosas para se poupar da poluição urbana são praticar exercícios físicos regulares, trocar o filtro do ar-condicionado com regularidade e, se possível, estar em maior contato com áreas arborizadas, já que as plantas filtram o ar ao redor e diminuem os níveis de poluição no local.


Veja mais