Logon
Blog

População protesta contra empresa dona do ‘ônibus da morte’ em Paraty

 

​Rio – Cerca de 200 pessoas protestaram, em Paraty, na manhã desta quarta-feira, contra a Viação Colitur, dona do ônibus envolvido no acidente que causou a morte de 15 pessoas. Com faixas e cartazes, o grupo cobrou das autoridades maior fiscalização no transporte local e pediu o fim da “Curva da Morte”, como ficou conhecido o trecho do Morro do Deus Me Livre onde o coletivo tombou enquanto fazia a travessia para o distrito de Trindade, no último domingo. Em voz alta, os manifestantes iniciaram o ato lendo o nome de todas as vítimas fatais do trágico acidente.

Além de 15 mortos, o acidente deixou 62 pessoas feridas. Segundo a Prefeitura de Paraty, que permanece acompanhando o estado de saúde das vítimas, nesta quarta-feira, pelo menos oito pessoas ainda estão internadas. Boletim parcial com informações sobre as vítimas divulgado no início desta tarde dizia que todas tinham quadro de saúde estável.

Em São Paulo, Inês Moneda Aroli, Paloma Soares Santos e Wallace Ferreira Cunha estão internados em uma unidade de Ubatuba. Edvaldo José de Brito está internado em um hospital de Caraguatatuba. Ainda naquele estado, Ana Paula Leme continua no Hospital São Luiz. Adailton Antônio Brás Sobrinho segue internado no Hospital da Japuíba, em Angra dos Reis. No Rio de Janeiro, Rafael Alves Santos está internado no Hospital São Lucas, em Copacabana. Cesar Augusto permanece no Hospital Souza Aguiar, no Centro. O estado de saúde dos demais feridos que seguem internados ainda é desconhecido.​


Veja mais