Logon
Blog

Por que a sensação de cansaço é maior nos dias quentes

Temperatura mais elevada pode interferir no bom funcionamento do organismo

Quem nunca se sentiu mais indisposto, cansado ou até mesmo com mal-estar quando o dia fica mais quente? Essa é uma sensação bem comum quando uma pessoa fica exposta às altas temperaturas. Mas, afinal, por que isso acontece?

Segundo o dr. Renato Ribeiro, clínico geral e cardiologista do Hospital São Lucas Copacabana, o organismo realiza, todos os dias, certa quantidade de esforço para regular sua temperatura interna com a do ambiente ao redor – deixando-a em torno de 37 °C quando a pessoa está saudável. Quando o verão chega e os dias ficam mais quentes, o organismo precisa trabalhar ainda mais para manter esses 37 °C e não deixar que o corpo esquente demais, o que pode explicar a sensação de cansaço.

“Como o volume de trabalho do organismo aumentou, ele faz com que o corpo transpire mais para aliviar o calor. Enquanto no frio o corpo tende a produzir mais calor e energia para manter a temperatura corporal, no calor, o organismo se condiciona a fazer a menor quantidade de atividade possível. Além disso, no calor, a pressão arterial tende a cair”, explica o médico.

Para evitar desidratação, a perda d’água pela transpiração em excesso deve ser reposta por meio da ingestão maior de líquidos ao longo do dia – preferencialmente, água, água de coco e sucos naturais. Um equívoco que muitas pessoas cometem é beber água apenas quando sentem sede, mas essa sensação já é um alerta de que o organismo já está sofrendo com a falta de líquidos.

É muito importante manter o corpo hidratado ao longo do dia para evitar os sintomas da desidratação. Segundo o dr. Renato, os principais são sensação de boca seca, cansaço corporal, tom amarelado intenso na urina, dor de cabeça que não passa e aspecto elástico da pele.

Ainda há outro risco relacionado com os dias quentes: a insolação. Mais frequente em crianças, idosos e em pessoas com pressão alta, essa condição pode levar à queda intensa de pressão arterial e ao desmaio caso não seja tratada. Para evitar que isso aconteça, o dr. Renato sugere que as pessoas não fiquem muito tempo expostas ao sol, principalmente nos horários de pico (entre 10h e 16h), escolham roupas de tecido leve e usem sempre óculos escuros.


Veja mais