Logon
Blog

Saiba os malefícios que a má alimentação e o sedentarismo podem causar

Diante de uma realidade em que grande parte da população sofre com o sedentarismo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou um plano global para estimular a prática de atividades físicas chamado “Let’s Be Active” (Vamos Ser Ativos, em tradução livre). O programa estabelece como missão diminuir o sedentarismo em adolescentes e adultos em 15% até 2030, promovendo a saúde e o bem-estar.

A adoção de um estilo de vida mais saudável, com o fim do sedentarismo, aliado a uma reeducação alimentar beneficia o organismo como um todo, prevenindo diversos tipos de doença. Segundo Rita de Cássia Pinheiro Maciel, coordenadora da Nutrição do Hospital São Lucas Copacabana, são grandes as chances de a má alimentação e o sedentarismo desencadearem doenças de alto risco, além da obesidade. Alguns dos diagnósticos mais comuns são de:

– Diabetes tipo 2;

– Doenças cardiovasculares;

– Esteatose hepática, que pode desencadear outras patologias;

– Diminuição da circulação do sangue;

– Dores nas articulações;

– Dificuldade para respirar e dormir.

“A mudança de hábito na alimentação, aliada à prática de exercícios regulares, diminui consideravelmente os riscos de desenvolver sobrepeso e doenças”, explica Rita Maciel.

Porém, é sempre importante o acompanhamento do nutricionista e de profissionais de educação física para a compatibilização das dietas e dos exercícios. Cada organismo possui características próprias que deverão ser analisadas e respeitadas.


Veja mais