Logon
Blog

São Lucas Copacabana forma colaboradores em Libras

Projeto faz parte das medidas de humanização adotadas pelo hospital

​Alguns dos principais pilares das práticas assistenciais do Hospital São Lucas Copacabana é a inclusão social dos próprios funcionários e o melhor atendimento a pacientes e visitantes. Um exemplo desse esforço é a contratação de pessoas com problemas auditivos, assim como a oportunidade de um curso de Libras a seus colaboradores. Desde o início desse projeto, em 2014, o hospital já formou aproximadamente 200 intérpretes de Libras.

Todos os anos são criadas duas turmas, uma de nível básico, para os iniciantes, e outra de aperfeiçoamento. As aulas são realizadas duas vezes por semana e o curso dura quatro meses. Segundo Amanda Rodrigues, analista de RH Pleno do Hospital São Lucas Copacabana, a procura pelo curso de Libras é cada vez maior, o que permite a inclusão dos funcionários e dos pacientes portadores de deficiência auditiva.

“Ter colaboradores que saibam interagir com pessoas com deficiência auditiva aumenta a humanização e a qualidade assistencial dos serviços prestados pelo hospital, principalmente no acolhimento e tratamento de pacientes deficientes auditivos ou de seus familiares com essa limitação”, explica Amanda.

Integração de pessoas com deficiência (PCD) auditiva

No caso dos funcionários do Hospital São Lucas Copacabana, ter um ambiente de trabalho que entenda suas limitações e saiba integrá-los da melhor maneira possível aumenta suas perspectivas de desenvolvimento e ascensão profissional. Segundo Amanda, hoje, o hospital conta com vários colaboradores que são deficientes auditivos e atuam como auxiliares administrativos, o que torna o ambiente de trabalho cada vez mais inclusivo.​


Veja mais