Logon
Blog

Tripla jornada de trabalho pode afetar saúde das mulheres

Estresse elevado, má alimentação e pressão alta podem desencadear problemas no coração da mulher contemporânea, que desempenha vários papéis e acumula funç

Ser mãe não é nada fácil, e a correria de uma jornada de trabalho tripla, que demanda atenção com a família, a carreira e a casa, têm cobrado como preço a saúde das mulheres. Vivendo uma rotina repleta de desafios, está cada vez mais difícil cuidar do próprio bem-estar – e quem sofre com isso é o coração: segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, as mulheres têm adoecido mais nos últimos anos e já representam 42% das mortes por infarto.

Além disso, pela primeira vez, o número de Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) entre as mulheres superou os dos homens. Segundo o dr. Alexandre Rouge, coordenador de Cardiologia do Hospital São Lucas Copacabana, a prevenção é o melhor caminho para afastar as doenças cardíacas e os fatores que devem ser checados sempre são o colesterol, a pressão e o nível de açúcar no sangue – que pode causar diabetes. O tabagismo também é um grande vilão para a saúde e pode desencadear muitas doenças, principalmente nos pulmões e no coração.

“Prestar atenção na saúde e cuidar dela com uma alimentação balanceada e uma rotina regrada de exercícios, que afastam o sedentarismo, pode reduzir as chances de sofrer um infarto”, explica o médico. É essencial, também, realizar um check up periódico.

O estresse excessivo também pode desgastar o corpo e afetar o bem-estar e a mente, prejudicando o bem-estar e a qualidade de vida das mães. Para isso, é importante tirar alguns minutos do dia para meditar, fazer ioga ou praticar alguma atividade que traga prazer, como ler um livro, andar de bicicleta ou assistir um filme.



Veja mais